welcome

Photobucket

Seguidores

UM PROFETA EM FUGA!

Texto: I Rs.19.1,2,3,8,9

Elias, um dos mais conceituados profetas de Israel, depois de matar quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal,
fugiu de uma mulher. Depois de se esconder em uma caverna, ouviu a voz de Deus que lhe disse: “Que fazes aqui, Elias?”

1- Elias estava no lugar errado. 
A pergunta de Deus mostra que Elias estava fora do propósito do Senhor, como ocorreria depois com Jonas, ao ir para Társis 
e como o filho pródigo, ao deixar a casa do pai. Seria como a luz debaixo do alqueire (Mt.5.14-15). 
Esta é a situação daquele servo de Deus que está vivendo no fracasso, deixando a desejar em sua vida cristã ou no exercício do ministério.

2- Motivos para o “deslocamento”: tentações ou fugas. 
As tentações são meios que o Diabo usa para nos tirar da posição onde Deus nos colocou. Assim ele fez com Sansão, 
que sucumbiu diante de Dalila e encerrou sua carreira de modo triste. Satanás tentou também a Cristo, procurando desviá-lo 
do caminho da cruz. Contudo, Jesus foi vencedor. Muitas vezes, o servo abandona sua posição, seu modo de vida ou posto 
de trabalho, para fugir das tribulações ou dificuldades (Mt.13.21; II Tm.4.10). 

3- A palavra de Deus veio despertar o profeta.
Deus falou com Elias, motivando-o a retornar ao exercício de seu ministério: “Volta ao teu caminho” (I Rs.19.15).
A palavra de Deus vem a nós para nos despertar e nos fazer voltar ao caminho (João 14.6), ao propósito do Senhor. 

Conclusão: Elias estava desanimado e desejando a morte, mas aquele não seria o fim do seu ministério. 
Ele ainda haveria de fazer muitas coisas e, por fim, seria arrebatado, não provando a morte que ele havia almejado. 
Deus tem muito mais para fazer através de você. Retorne para o caminho. 


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia.

ALIANÇA COM DEUS!

Texto: Gn.15.18.

 Abraão se destacou na história bíblica por causa de sua fé (Rm.4.3), 
mas a fé é apenas o início de um grande processo (Tg.2.19,26). 

1 - Deus fez uma aliança com Abraão. 
Aliança é compromisso. Fé sem compromisso não é suficiente. Muitos querem apenas ser abençoados.
Ismael recebeu a bênção de Deus (Gn.17.20). Isaque, porém, além da bênção, teve aliança com Deus (Gn.17.21).

2 - Uma aliança implica em responsabilidade para as pessoas envolvidas. 
(Exemplo: Casamento). A parte de Abraão seria a obediência a Deus. A parte de Deus seria o 
cumprimento da promessa, dando-lhe uma descendência e a terra de Canaã. 

Conclusão: Jesus veio fazer uma nova aliança de Deus com os homens (Lc.22.20). 
Entremos nessa aliança. Façamos compromisso com Deus, renunciando a todo e qualquer compromisso
com os ídolos ou espíritos malignos. Sendo obedientes a ele, receberemos suas bênçãos e uma pátria celestial. 


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia.

DEUS É FIEL!!!



Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera.

Isaías-64:4

BOA NOITE NA DOCE PAZ!!!

No tempo de Deus você terá tudo que precisa.
Ele fala pra Você, DESCANSA...
Que o que estás passando são momentos de preparação
Para algo maior e muito melhor!
ELE sempre tem o melhor para sua vida,
ESPERE...
Que o tempo traz todas as bênçãos.
Que são presentes de Deus para VOCÊ!
NÃO CORRA...
Porque Nosso PAI manda sempre esperar.
CONFIE...
Que no tempo, na hora, no exato momento,
O teu pedido é respondido, tua oração é atendida.
Você confia Nele e ELE O IMPOSSÍVEL FARÁ,
ELE É NOSSO REFÚGIO...
Não SOFRAS, DESCANSE...
Deixa DEUS cuidar do seu tempo,
JESUS TE AMA MUITO!
DEUS não lhe esqueceu.... DEUS NUNCA FALHA...
IRRESISTÍVEL ...INCOMPARÁVEL É O SEU AMOR 
Desde agora, seja abençoado....JESUS TE AMA! 

Para sua meditação:Salmos 40

Ganhei esse selo do blog AO TOQUE DO AMOR!


Olha que lindo que a Sandra do AO TOQUE DO AMOR  me deu.
http://aotoquedoamor.blogspot.com/

Bjinhus no Sandra

Olha que lindo!!!!!

Ganhei do blog MEU CANTINHO  e achei muy bello!!
Vlw mesmo!
Olha ae o link desse blog lindo, vai lá pq vale a pena.

http://janaina-lala.blogspot.com

Um Dia De Vitória Absoluta Pra Você!!!




Quando tudo está perdido, sempre existe uma luz...

Quando o sonho se desfaz, DEUS REFAZ.
Quando se acabam as forças, DEUS RENOVA.
Quando é inevitável conter as lágrimas, DEUS DÁ ALEGRIA.
Quando não há mais amor, DEUS O FAZ NASCER.
Quando a maldição é certa, DEUS TRANSFORMA EM BENÇÃO.
Quando parecer ser o final, DEUS DÁ NOVO COMEÇO.
Quando a aflição quer persistir, DEUS NOS ENVOLVE COM PAZ.
Quando a doença assola, DEUS É QUEM CURA.
Quando o impossível se levanta, DEUS O TORNA POSSÍVEL.
Quando faltam as palavras, DEUS SABE O QUE QUEREMOS DIZER.
Quando tudo parece se fechar, DEUS ABRE UMA NOVA PORTA.
Quando você diz: não vou conseguir, DEUS DIZ: NÃO TEMAS,POIS ESTOU CONTIGO.
Quando o coração é machucado por alguém, DEUS É QUEM DERRAMA O BÁLSAMO CURADOR.
Quando não há possibilidade, DEUS FAZ O MILAGRE.
Quando só há morte, DEUS NOS FAZ PERSISTIR.
Quando a noite parece não ter fim, DEUS FAZ NASCER O AMANHECER.
Quando caímos num profundo abismo, DEUS ESTENDE SUA MÃO E NOS TIRA DE LÁ.
Quando tudo é dor, DEUS DÁ O REFÚGIO.
Quando o calor da provação é grande, DEUS DÁ A SOMBRA DA SUA PRESENÇA.
Quando o inverno parece infinito, DEUS TRAZ O VERÃO.
Quando não existe mais fé, DEUS DIZ ACREDITA.
Quando estamos a um passo do inferno, DEUS NOS DÁ A DIREÇÃO DO CÉU.
Quando não temos nada, DEUS NOS DÁ TUDO.
Quando alguém diz que não somos nada, DEUS NOS DIZ QUE SOMOS MAIS QUE VENCEDORES.
Quando difícil se torna o caminhar, DEUS NOS CARREGA NO SEU COLO.
Muitas vezes, em nossas vidas, não aceitamos o tempo de Deus, e, constantemente, perguntamos:
QUANDO Senhor? E a resposta não vem. Então, como se todos tivessem culpa, descarregamos nosso
mau humor sobre todos.
Hei! Não permita que as incertezas da vida, faça com que você perca o bom humor.
Venha para o colo de Jesus e verás que esperar o tempo de Deus nos torna mais tolerantes e
amáveis, assim o mau humor não nos pegará.
Pense... Reflita...

Quando acontece o milagre?


Muitas vezes atravessamos momentos que nossos recursos se esgotam, e por mais que façamos várias tentativas, o resultado não aparece, os indícios que temos é de que não existe mais saída.
Pois é justamente nesta hora que Jesus entra em cena, é o que aprendemos no primeiro milagre que Jesus fez, a transformação da água em vinho.
A situação era constrangedora, pois era uma grande festa de casamento, e quando acaba o vinho é que Jesus entra em ação, e o interessante é que o vinho que Jesus fabricou era superior àquele servido antes, assim também sucede conosco, “quando acaba o vinho”, e não existe mais saída, se você confia em Jesus, Ele se manifesta para fazer o milagre, trazendo a solução.
E depois de alcançarmos a vitória, o sabor é muito melhor do que antes.
Por isto, no meio de suas dificuldades, não se desespere, quando não existe mais saída, é o momento certo para o Senhor Jesus entrar na cena de sua vida, e se for necessário Ele vai até mesmo abrir “o mar vermelho” na sua vida.
Tudo é uma questão de fé, isto é, confiar na intervenção do Senhor Jesus que virá para socorrer, às vezes no último segundo, mas não duvide, Ele ama você.

Olha que lindo!!!

Este award veio do blog MULHER AGAPE.
É lindo né...olha o link ae.Amei!!!Vlw

Selinho abençoado, ganhei do blog Mensagens Para Quem Ama Jesus!

Muito obrigado Regina!
Olha ae o link dela, vale a pena visitar hem!!

http://mensagensparaquemamajesus.blogspot.com

Bjim

TARDE PERFEITINHA PARA CADA UM DE VCS!!!

Alegria E Força Na Casa Do Senhor



"Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor" (Salmos 122:1).


Quando nos ausentamos da igreja porque temos muitos outros compromissos e nos sentimos sem forças para ir às reuniões, agimos como se deixássemos de nos sentar à mesa para comer porque nos sentimos enfraquecidos por ter varrido a casa e lavado a louça. A igreja é o local apropriado para buscarmos forças espirituais para todos os outros compromissos da mesma maneira que a mesa é o lugar onde recebemos força física para sustentar o nosso corpo para o trabalho.


Quantas vezes já usamos a desculpa de não ter ido à igreja por estarmos desanimados pelo dia de trabalho cansativo? E quantas vezes já nos lamentamos e murmuramos porque o nosso dia de trabalho não foi tão bom quanto desejávamos que ele fosse? É possível que tenha nos faltado exatamente a bênção de um fortalecimento espiritual que deixamos de receber por ter preferido ficar em casa ou em uma roda de amigos em vez de ir à casa do Senhor para colocar nossa vida em Seu altar e buscar direção para cada momento de nosso dia.


Na igreja nós temos a oportunidade de ouvir a mensagem do Senhor, somos alimentados e fortalecidos, praticamos a
comunhão tão necessária para uma vida cristã vitoriosa, crescemos na graça e no conhecimento das coisas celestiais e nos preparamos para enfrentar as adversidades comuns nos dias desse mundo. Somos abençoados e aprendemos a ser bênção nas mãos do Senhor Jesus Cristo.


Como o salmista, devemos nos alegrar pelo privilégio de poder ir à casa do Senhor. Devemos fazê-lo com fé e confiança de que não somente falaremos com Ele em oração, mas também que Ele falará conosco e, debaixo de Sua unção e direção, tudo que fizermos será próspero e bem sucedido.


Se você sente a fraqueza de um dia de muito trabalho, busque ao Senhor e Ele renovará todas as suas forças.

VASOS DE BARRO


Os escritores bíblicos utilizaram muitas figuras para transmitir ensinamentos espirituais. Utensílios domésticos, como os vasos de barro, foram citados inúmeras vezes. Objetos assim, presentes em todas as casas, tornavam-se bons recursos didáticos, facilitando a compreensão de muitas lições para todos os ouvintes e leitores.

Em muitos textos, o homem é comparado ao vaso, visto que ambos são feitos do barro (Sal.31.12; Jr.22.28; 51.34). Em outros, a própria nação de Israel é representada dessa forma (Jr.18.1-6; 19.1,10,11; Is.30.14. Os.8.8). O oleiro se torna uma figura do próprio Deus.

"Ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos". (Is.64.8).

O apóstolo Paulo citou os vasos algumas vezes em suas epístolas. Para ele, todas as pessoas eram ou poderiam vir a ser vasos bons ou ruins (Rm.9.21). Afinal, ele mesmo foi nomeado como um "vaso escolhido" pelo Senhor (At.9.15). Entre suas instruções ao jovem líder Timóteo, lemos: "De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra." (II Tm.2.21).

Tais recipientes eram imprescindíveis no dia-a-dia, sendo usados para guardar desde líquidos até pergaminhos. Todas as pessoas precisavam deles. Da mesma forma, aprendemos que Deus precisa de nós. É estranho dizer que Deus possa precisar de algo ou de alguém, mas isto acontece porque ele mesmo decidiu nos usar em sua obra.

Quando Eliseu operou o milagre da multiplicação do azeite da viúva, ele pediu que se trouxessem muitas vasilhas vazias (IIRs.4). Se fosse hoje, traríamos muitas panelas de alumínio, ou de ferro, mas, naquele tempo, eram vasos de barro. O azeite só parou de jorrar quando os vasos acabaram. Embora Deus pudesse agir de tantas maneiras, ele decidiu usar os vasos que estivessem disponíveis. Assim também, ele deseja nos encontrar à sua disposição para que milagres aconteçam.

O MATERIAL

Nos tempos bíblicos existiam vasos de vários tipos, mas o mais comum era o de barro. Fazer um vaso de pedra seria muito difícil. Fazer um vaso de lama, seria impossível. O barro, porém, com sua consistência e flexibilidade, é o material ideal para o trabalho do oleiro. Deus deseja trabalhar em nosso caráter. Não podemos ser duros como a pedra nem instáveis como a lama. Algumas pessoas são duras, insensíveis, inflexíveis. Não perdoam, não se arrependem, não choram, não mudam, não aprendem. Costumam dizer: "Eu sou assim mesmo, e não vou mudar". Outras são inseguras, volúveis como a lama, que só serve para sujar o lugar onde se encontra. Não podem ser moldadas nem contidas. Mudam de idéia rapidamente. Não têm propósito definido. São sempre imprevisíveis e inconstantes. Com a mesma rapidez com que se convertem, desviam-se.

O barro, entretanto, encontrado no melhor equilíbrio entre suas porções de terra e água, torna-se matéria prima para que o oleiro realize sua arte com liberdade e satisfação. Precisamos aceitar o trabalho de Deus em nós, recebendo de bom grado o que sabemos ser a sua vontade para as nossas vidas. Não podemos rejeitar o que vem de Deus. Deixando de lado a murmuração, o questionamento e a rebeldia, aceitemos o trabalho do oleiro.

A FABRICAÇÃO

"Desce à casa do oleiro e lá te farei ouvir as minhas palavras." (Jr.18.2).

O barro, que para muitos pode não ter valor, é visto de outra forma pelo oleiro, que nele consegue vislumbrar o objeto que pode ser fabricado. Deus vê em nós tudo aquilo que podemos ser, desde que estejamos em suas mãos. No momento presente, talvez ainda não tenhamos a forma desejada pelo Senhor, mas, se nos deixarmos moldar, a obra iniciada será concluída (Fp.1.6).

Assim como Deus tomou o barro e formou o primeiro homem, ele continua moldando o nosso caráter. O trabalho de suas mãos demonstra dedicação e carinho para conosco. O barro é amassado de todos os lados, recebendo a porção de água necessária para que sua flexibilidade seja mantida. Ele não pode endurecer no meio do processo.

Quantas vezes nos sentimos amassados também? Somos atribulados, provados, pressionados. Estamos sendo moldados. É um processo de transformação para que sejamos o que o Senhor planejou para nós, ainda que não possamos compreender plenamente os seus métodos e propósitos.

Nesse momento, as escórias são retiradas. Todo corpo estranho que houver no barro será removido. Assim também, Deus pode retirar de nós algo que não está lhe agradando. Pode doer. Podemos sentir falta, mas o resultado será muito melhor.

O oleiro é soberano. Somente a sua vontade e o seu bom gosto são determinantes sobre a forma que o vaso terá (Jr.18.4). Não podemos exigir que Deus faça ou deixe de fazer algo.

"Ai daquele que contende com o seu Criador! o caco entre outros cacos de barro! Porventura dirá o barro ao que o formou: Que fazes"? (Is.45.9; Rm.9.20; Is.29.16).

Algumas vezes o vaso se quebra durante a fabricação (Jr.18.4), ou pode ser que o próprio oleiro o quebre por não estar satisfeito com a sua forma. Em seguida, os pedaços são juntados e colocados novamente sobre as rodas. O Senhor não desiste de nós. Se caímos e quebramos, ele nos dá outra oportunidade. Enquanto estivermos neste mundo, ainda podemos ser moldados, conquanto que estejamos nas mãos de Deus. A pessoa que foge rejeita o tratamento. Aqueles que desistem do evangelho, abandonam a igreja, estão resistindo à ação das mãos de Deus. Nunca deixam de estar ao seu alcance, mas podem não se tornar vasos para a honra.

Quando termina a fase de modelagem e o vaso se encontra na forma desejada pelo oleiro, começa a secagem. O vaso é colocado em algum lugar onde deverá ficar o tempo necessário. Ele não está sendo moldado nem utilizado. Parece que foi abandonado e esquecido, mas o oleiro sempre está atento. Não se preocupe. Pode parecer que tudo esteja concluído ou até mesmo perdido, mas não está.

Antes de ser utilizado, o vaso ainda precisa passar pelo fogo para adquirir resistência e impermeabilidade.

"Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse" (IPd.4.12).

Quantas vezes desejamos ser usados pelo Senhor! Queremos estar em constante atividade, mas somos colocados para esperar e passamos por tribulações inexplicáveis. Tudo faz parte do processo de formação.

Moisés, aos 40 anos, queria libertar o seu povo, mas precisou esperar outros 40. José foi vocacionado aos 17 anos, mas somente aos 30 começou a cumprir o seu chamado. Davi, ainda jovem, foi ungido rei de Israel, mas precisou esperar muitos anos para assumir o trono. Entre a vocação e o cumprimento da missão, existe um processo de preparação, sem a qual não estaremos aptos para fazermos o que Deus deseja. Não podemos determinar a duração dessa fase, mas temos certeza quanto à sua ocorrência.

O barro, que precisa ser maleável para ser moldado, não pode continuar flexível depois que o vaso fica pronto. Por isso precisa passar pelo fogo. Quem se converte ao evangelho de Jesus Cristo não pode mais se converter a outra coisa, outra doutrina ou religião. Se já conhecemos o Senhor, precisamos ser resistentes a outros apelos ou às transformações propostas pelo mundo.

A CONDIÇÃO DO VASO

Todo vaso, por melhor que seja, não poderá ser usado se estiver sujo. Não podemos ser usados pelo Senhor para os melhores propósitos se estivermos contaminados. Por isso, precisamos viver em santificação. Se pecarmos, devemos suplicar o perdão, lavando-nos no precioso sangue de Jesus. O vaso precisa estar limpo, por dentro e por fora (Is.66.20). A lei de Moisés determinava que os vasos imundos fossem destruídos (Lv.11.33,35; 15.12). Eram casos extremos de imundícies bem específicas. Os vasos da casa de Deus precisam estar purificados, santificados, idôneos e preparados para toda boa obra (IITm.2.21).

O CONTEÚDO DO VASO.

Encontramos na bíblia muitas referências aos vasos e ao seu conteúdo. Alguns são mencionados contendo água (Num.19.17), outros com azeite (ISm.10.1), vinho (Joel 3.13), perfume (Lc.7.37), maná (Ex.16.33), vinagre (João 19.29), documentos (Jr.32.14) e coisas abomináveis (Is.65.4).

Qual é o nosso conteúdo? Estamos cheios de quê? Quantas vezes, alguém se aproxima de nós, talvez atraído por nossas características exteriores, esperando encontrar água e acha vinagre?

Estamos cheios de pecado? Cheios de amargura, malícia, inveja? Quem não confessa ou não perdoa, guarda o pecado em seu interior.

Para que sejamos usados pelo Senhor para a sua glória, precisamos renunciar a todo o mal que porventura estejamos carregando em nossos corações. Aquele que guarda o rancor deve perdoar. Assim, o vaso se esvazia do que é ruim e pode ser cheio com o que é bom, de modo que venha transbordar.

Quando Paulo escreveu a Timóteo sobre a purificação do vaso (IITm.2.14-26) ele se referia a algumas coisas que precisavam ser evitadas ou eliminadas: contenda (v.14); falatórios vãos (v.16), injustiça (v.19), desejos da mocidade (v.22) e questões insanas (v.23). A lista inclui pecados notórios e alguns itens que parecem não ser tão prejudiciais, tais como os falatórios vãos. Entretanto, são práticas que ocupam nosso tempo, ocupam o espaço no vaso que deveria estar cheio de preciosidades. Paulo recomendou que Timóteo se enchesse com justiça, fé, amor, paz, mansidão, paciência e aptidão para ensinar (v.22 e 24).

A UTILIDADE DO VASO

Encontramos tantas referências bíblicas sobre os vasos, em tantas situações distintas, mas nenhuma delas apresenta o vaso com o propósito ornamental. Não encontramos vasos com plantas ou flores para enfeitar algum ambiente. Os vasos existem para o serviço. Eles precisam conter alguma coisa útil.

O vaso não é apenas receptor, mas recipiente. Ele recebe, guarda, conserva e entrega no tempo certo. Devemos receber a palavra do Senhor em nossos corações. Pela ação do Espírito Santo, ela produzirá poder e unção que fluirá em nossas vidas.

CUIDADOS COM O VASO

Depois de tão difícil processo de formação, o vaso não pode cair. Se isso acontecer, poderá quebrar-se. Ainda que possa ser refeito, muito tempo será perdido e sua utilidade ficará reduzida. Assim acontece com aqueles que fracassam na vida cristã, tornando-se motivo de escândalo.

Quando a bíblia nos compara aos vasos de barro, ela nos exorta à humildade. O próprio termo "humildade" vem de "humus", palavra latina que significa "barro". Que cada um de nós veja a si mesmo de forma simples, sabendo que estamos nas mãos de Deus, dependentes da sua misericórdia.

Mais importante do que o vaso é o seu conteúdo:

"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós" (IICo.4.7).

Cristo habita em nós, e isto faz com que tenhamos um grande valor. Jamais podemos nos esquecer disso. Se fizermos algo de excelente no reino de Deus, terá sido pelos méritos de Jesus, que operou em nós de modo maravilhoso. Coloque-se nas mãos do oleiro. Ele quer transformá-lo e usá-lo.


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia. 
Professor da Fatef - Faculdade Aplicada de Teologia e Filosofia

SEU BLOG É UM LUXO...VEM PEGAR ESSE SELINHO

Esse selinho é para o seu blog que é um luxo.
As regrinhas do selo é muito simples, você tem que escolher pelo menos 5 blogs que para você
é um LUXO.(vc pode presentear mais de 5 se desejar ok)
Bjim no

APENAS CONFIE E ESPERE EM DEUS!!!

Uma promessa sobrenatural


Texto: Gn.15.4-6

Muitas vezes ouvimos a respeito das promessas de Deus para nós,
mas é interessante notarmos que, algumas vezes, ele promete algo impossível aos olhos humanos.
Desse modo, Deus nos surpreende e demonstra a sua onipotência ao cumprir o que nos disse. 

1- Deus prometeu um filho a Abraão. As circunstâncias não eram favoráveis. Abraão creu.
Abraão tinha quase 86 anos (Gn.16.16). Sara era 10 anos mais nova do que o marido, porém estéril.

2- Deus parecia demorar. As circunstâncias pioraram. A fé de Abraão foi provada.
Existe um intervalo entre a promessa e o cumprimento. Queremos tudo para já, mas Deus tem um 
tempo determinado para os seus propósitos. Abraão cria em Deus, mas ainda cria bastante em si mesmo. 
Assim, teve um filho com a escrava para "ajudar" Deus. Essa auto-confiança precisava acabar. 

3- Deus cumpriu sua promessa. As circunstâncias não impedem a ação de Deus. Abraão recebeu a 
bênção no tempo determinado (Gn.21.1-2).
Abraão tinha 100 anos quando Isaque nasceu (Gn.21.5). Sara tinha 90 anos.
Deus só cumpriu sua promessa quando todos os recursos humanos haviam terminado. 

Conclusão: Não devemos desfalecer diante das circunstâncias ou diante da demora das bênçãos. 
Deus faz tudo no tempo certo. 

Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia.

ESPERA EM DEUS!!!


Ismael - o filho da ansiedade


Texto - Gn.16.1-16

 Deus tinha um plano maravilhoso para a vida de Abraão. 
Isto incluía uma descendência e a terra prometida. Contudo, Abraão era idoso,
sua esposa era estéril e nada parecia favorável ao cumprimento da promessa. 

1- Abraão teve um filho com a escrava. Abraão e Sara agiram de modo próprio das pessoas ansiosas. Não tiveram paciência para esperar
o filho que Deus daria. Muitos não esperam as bênçãos de Deus para o suprimento de suas 
necessidades e desejos, e buscam as alternativas pecaminosas: um emprego ilícito, um relacionamento ilícito, etc. 

2- Abraão não poderia matar Ismael. 
"Errar é humano" mas não podemos relaxar em nossa vigilância porque alguns erros não têm 
conserto e algumas conseqüências são implacáveis (Ec.11.3). Abraão teve que conviver com os 
efeitos do seu erro. Até hoje, os descendentes de Ismael perseguem os descendentes de Isaque. 

Conclusão: Devemos esperar com paciência e fé aquilo que Deus prometeu. Devemos levar a ele 
nossas necessidades e desejos através da oração (Fp.4.6-7). 

nísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia
 

Esse selinho eu ganhei da Pedrina!

Esse selinhu lindo ganhei da Pedrina do blog Jesus já era.
Mt obrigado querida, amei!!!
Olha o link dela ae: http://jesusjaera.blogspot.com

As regras do selinho são:
1º - Colocar o selo no blog
2º - Divulgar as regras
3º - Dizer 5 coisas que mais gosta na vida
4º - Indicar 10 blogues e
5º - Informar os blogues indicados que receberam o selo.


CINCO COISAS QUE EU GOSTO NA VIDA.
1-Saber que o meu Redentor vive
2-.Acordar para um novo dia
3.Receber um bj das minhas gemeas
3-O sorriso da minha netinha logo de manhã
4-Ter 2 netos deliciosos(um casal) e saber q estou indo pro terceiro(uma menina)
4-Minha família
5- Meus amigos

AS INDICADAS:
1-Paula
2-josi
3-Germana
4-Rute e Ester
5-Faé
6-Lê
7-Vanderleia
8-Eneida
9-Paulinha
10-Amélia

BUENA NOCHE A TODOS LOS AMIGOS Y SEGUIDORES

FAÇA COMO DEUS MANDAR!

A obediência de Noé

Texto: Gn.6.11-22

Introdução: O pecado se multiplicou sobre a face da terra. 
A humanidade tornou-se perversa e abominável aos olhos de Deus.
O Senhor resolveu destruir suas criaturas por meio do dilúvio, 
mas encontrou um homem diferente, Noé, que, juntamente com sua família, seria salvo. 
Sua vida tornou-se exemplo de fé e obediência (Hb.11.7). 

1 - Noé recebeu a palavra de Deus e creu. 
Deus anunciou o dilúvio. Noé creu em Deus. A palavra de Deus continua chegando a nós, 
nos alertando sobre castigos e males diversos. A fé é indispensável para que a 
palavra de Deus nos seja proveitosa (Hb.4.2). 

2 - Noé construiu a arca. Sua fé produziu ação. 
Todo aquele que ouve a palavra de Deus e tem fé, precisa agir (Tg.2.26), 
praticando a vontade de Deus. 

3 - A obediência de Noé seria a realização de uma tarefa difícil. 
Estaria fazendo algo que nunca fizera antes, algo estranho e aparentemente absurdo.
Porém, Noé estava seguro pois tinha contato direto com Deus. 
Não podemos nos dispor a obedecer apenas quando a tarefa ou missão é fácil.

4 - Noé fez tudo de acordo com as instruções de Deus (Gn.6.22).
Ele não fez diferente. Não tentou inventar, inovar, ou "melhorar" o projeto do Senhor. 
Da mesma forma agiu Moisés ao construir o tabernáculo (Êx.40.16). 
Nossas idéias serão ótimas se não forem alterar o que Deus mandou.

Conclusão: Receba a palavra de Deus, creia, obedeça e seja salvo. 

Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia.

REFLEXÃO

Campos Produtivos 


"Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).


Um oficial do governo na Índia, destacado para um trabalho de irrigação, veio até o proprietário de uma grande terra e disse-lhe que iria fazê-la produtiva. O dono da terra respondeu: "Não adianta tentar fazer alguma coisa com meu campo. É estéril e não produz nada."

O oficial continuou: "eu posso tornar seu campo ricamente produtivo se ele estiver completamente submisso às minhas determinações."

De igual maneira, se nós estivermos dispostos a nos render, submissos, ao Senhor, Ele poderá transformar nossas vidas e nos fazer totalmente produtivos para a Sua obra.


Muitas vezes nos questionamos por estarmos completamente indiferentes à obra de Deus. Admiramos um certo irmão que se mostra bastante ativo no trabalho de evangelização, alegramo-nos com uma irmã que se dedica ao louvor nos cultos, e contemplamos vários outros que se destacam em diversos ministérios que glorificam o nome de Jesus.

E nós? Por que não fazemos nada? Por que estamos sempre distantes quando o Senhor convoca seus discípulos para se alistarem em Seu exército espiritual?


Na verdade, somos estéreis espirituais porque ainda não nos conscientizamos de que na obra do Senhor a vontade tem que ser dEle e não nossa. Quem determina o que e onde fazer é Ele e não nós. Não podemos avançar na seara do Mestre pensando apenas em nossos interesses pessoais. A Palavra do Senhor nos ensina que devemos "buscar primeiro o reino de Deus" sabendo que tudo o mais será acrescentado por Ele em nossas vidas. Ele nos ama e tem o melhor para cada um de nossos dias.


Existe alguma satisfação em você sabendo que é um campo
estéril? Não seria melhor se colocar diante do Senhor para
que faça de sua vida um campo produtivo? Quem sabe está aí o início da felicidade que tanto busca.

Opa!!! Esse tbm veio da ♥Paulinha♥


Esse selinho é uma delicia e eu ganhei do blog MINHA LUTA COM A BALANÇA.
Olha o link ae : http://www.minhalutacomabalanca.blogspot.com
Vlw Paulinha
Bjim em ti.

Eu agora tenhu que indicar alguns blogs q tenham nectar.
Entaum aí está:

1-www.aotoquedoamor.blogspot.com
2-www.mimosdale.blogspot.com
3-www.deusfaraacontecer.blogspot.com
4-www.cantinhodavanderleia.blogspot.com
5-www.scrapgospel.blogspot.com

RECADINHO NA GERAL!!!!!

AMIGOS E SEGUIDORES INFELIZMENTE DEU PROBLEMA NO MEU LAYOUT E VOU TER QUE TROCA-LO, POR ESTE MOTIVO DEVO FICAR UM POUCO AUSENTE.
MAIS TARDE EU VOLTO PRA VISITAR VCS.

BJS NO ♥

Aff esse eu ganhei da ♥Paulinha♥

Esse selinhu de responsa eu ganhei da ♥Paulinha♥, pensei até em naum pegar kkkkkk
Mas seria uma forma horrivel de fugir do desafio q tanto preciso rsrsrsrs e se vc ta vendu esse selo e sentiu desafiada pode pegar tbm.Façam um,a visita a esse blog da Paulinha ele é novinhu e ja ta bombando ele é ótimo.

 http://minhalutacomabalanca.blogspot.com.


Olha as regras ae: Vixeeeeeeeee


DESAFIO 20
PROJETO AUTO-CONTROLE

controlar quer dizer:
1. Examinar, fiscalizar, inspeccionar.
2. Exercer o controlo de.
3. Ter sob o seu domínio, sob a sua vigilância. (É galicismo.)

Este projeto consiste em dedicarmos 20 dias de auto-controle.

Período: 18/05/2009 (Segunda feira) á 08/06/2009 (Segunda Feira)

Meta: Perder mais quilos!!!


Regras:

· * Durante todos os 20 dias de projeto auto-controle não poderemos ingerir:
Salgados, doces, refrigerantes, chocolates, pão francês, massas, frituras e fast food.
“Esses alimentos são restritos durante a semana”

· * Em um dos finais de semana do projeto auto controle, escolhendo entre os dias 24/05, 31/05 ou 05/06 poderemos ingerir 1 quantidade somente de cada alimento descrito abaixo, esta 1 quantidade se refere á (1 unidade pequena ou 1 pedaço pequeno).
- Doce de leite, Bom bom, Chocolate, Pastel, Salgados diversos, Pizza ...etc
(escolha algo que você gosta muito e reserve estes dois dias para que você coma somente 1 unidade ou 1 pedaço)

· * Precisaremos fazer caminhada ou qualquer outro tipo de exercício físico, pelo menos 3 vezes por semana, durante 40 minutos

· * Caso tenhamos algum impulso/descontrole durante o projeto, deveremos anotar os seguintes itens no blog:

1 - O que me fez comer? Foi algum sentimento em especifico?
2 – O que eu comi?
3 – Qual a quantidade?
4 – O que posso fazer pra não cometer este erro?
5 – O que vocês minhas amigas do blog, acham que posso fazer pra não sofrer mais deste descontrole?

(Qual a razão deste enquete: Conseguir detectar onde erramos, tentar entender o por que fizemos isto, e conseqüentemente achar uma solução para este problema

· * Durante a semana, deveremos ingerir, pelo menos 1 fruta por dia.

· * Deveremos tomar no mínimo 2 litros de água por dia.

· * Pelo menos uma vez por semana, deveremos tomar um suco desintoxicante, eu recomendo tomarmos na segunda feira, pois no final de semana mesmo que pouco, comemos coisas mais pesadas, por isso o suco ajuda a ficarmos bem, tomarmos em jejum é uma boa idéia.
Minha sugestão de suco:
Desintoxicante da Lua- 1 copo de suco de laranja, 1 folha de couve, 1 colher medida de farinha de linhaça e ½ maçã
Vocês podem optar por outro tipo de suco, fiquem a vontade para escolher o de vocês! (cada uma sugere o seu)

· * Pra finalizar deveremos todos os dias durante o projeto auto-controle, registrar no blog se estamos indo bem, registrando as seguintes informações:

Cardapio: descrever o que vamos comer
Atividade Física: qual? Quanto tempo?
Água: quanto?
Suco desintoxicante: se tomou ou não no dia
Frutas: descrever as duas frutas do dia
Como estou me sentindo: descrever

Mt gracinha!!!Ganhei do Cantinho Da Bell!!!

Bell amei é mt lindinhu!!!Deus te abençoe cada dia mais!
Olha ae o link dessa gracinha de blog:

http://florbell2008.blogspot.com

Bjim Bell no seu lindinhu!

Lindo! Lindo! LIndo!



Ganhei essa gracinha da Lê MIMOS DA LÊ.
Mt obrigado e vlw mesmo doreiiiiiii
Olha ae o link desse blog delicioso:

http://butterflyle.blogspot.com

Super bjim Lê

A ARMADURA DE DEUS


A armadura de Deus

Prof. Anísio Renato de Andrade


Virtudes espirituais que moldam nosso caráter

A igreja primitiva surgiu em meio ao domínio do Império Romano. Por toda parte viam-se legiões do imperador, principalmente nas províncias insurgentes. Assim, quando Paulo escreveu a respeito da armadura de Deus (Ef.6.10-18), ele tinha em mente as vestimentas dos soldados romanos. O apóstolo estava preso em Roma, tendo consigo a companhia constante de um soldado. Seus leitores, da mesma forma, estavam habituados com a presença militar e conheciam bem suas roupas, equipamentos e armas.

Em algumas de suas epístolas, Paulo se refere aos cristãos como soldados de Cristo. Ele vê, inclusive a si próprio, como um guerreiro de Deus. Seu ministério é comparado a uma milícia. Sua vida é um árduo combate (ICo.9.26; Fp.1.30; I Tss.2.2; II Tm.2.3-4; 4.7).

Esta visão é bem diferente daquela anunciada por alguns pregadores, que convidam seus ouvintes para uma vida cristã isenta de sofrimentos e privações. Quem segue a Cristo deve estar disposto a lutar contra as forças espirituais do mal; e essa luta não é algo suave ou indolor.

Sabemos que o nosso inimigo não é o irmão que está ao lado; não é o nosso parente, vizinho ou colega de trabalho. O inimigo a ser combatido é Satanás, juntamente com seus demônios (I Pd.5.8; Ef.6.12).

Quais são as nossas armas e equipamentos? O apóstolo escreveu: “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz; tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda a oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos” (Ef.6.14-17).

Algumas pessoas imaginam que a “armadura de Deus” seja um conjunto de apetrechos místicos, ou “objetos espirituais” à nossa disposição. Alguns chegam a fazer orações pedindo ao Senhor que lhes entregue tais equipamentos invisíveis. Outros fazem gestos de “apropriação”, como se estivessem vestindo sua armadura. Há quem chegue ao extremo de produzir espadas de plástico para distribuição nos cultos. Sabemos que nada disso faz o menor sentido.

Paulo estava simplesmente usando linguagem figurada. Ele estava mostrando que, da mesma forma como o soldado usa roupa especial, couraça, sapatos, escudo, espada e capacete, nós devemos trazer sempre conosco a verdade, a justiça, o evangelho, a fé, a salvação e a palavra de Deus, acrescentando a isso a oração, a vigilância e a perseverança.

Como podemos nos vestir com a verdade? Falando e vivendo a verdade (Ef.4.22-25). Desse modo, ela funciona como a roupa do soldado: nos protegendo. Quem poderá nos acusar legitimamente? Sendo verdadeiros, sempre estaremos com a razão.

De que adianta, se alguém ora de manhã, pedindo ao Senhor a “armadura”, e passa o dia falando mentiras e cometendo injustiças? Não haverá nenhuma armadura sobre essa pessoa. Ela estará vulnerável aos ataques do mal e, se não for destruída, terá escapado apenas pela misericórdia divina. Não podemos, contudo, supor que sairá ilesa.

De que adianta alguém gesticular como se estivesse empunhando uma espada e, ao mesmo tempo, negligenciar o conhecimento da palavra de Deus? Será vítima do engano de Satanás.

Devemos compreender bem o propósito do apóstolo ao usar a ilustração da armadura. Ele estava falando a respeito de virtudes espirituais que devem fazer parte do nosso caráter e da nossa vida. Assim, estaremos prontos para combater o inimigo. Nossa fraqueza humana estará revestida pelo poder de Deus. Entraremos na batalha e sairemos mais do que vencedores em nome do Senhor Jesus (Rm.8.37).

OBA!!!!FLORES DO AO TOQUE DO AMOR

Mt bom o ao toque do amor comemora 8000 visitas e nós ganhamos flores!!!  Amei!! Vlw Sandra.
Olha o link do AO TOQUE DO AMOR  ae...

http://aotoquedoamor.blogspot.com

ESSE É PRA VCS SEGUIDORES E AMIGOS

Passa aqui no AUTOR E CONSUMADOR DA FÉ e pega o selinho da VITÓRIA.
Bjim no de cada um de vcs.

O desafio de seguir a Cristo



Texto-base: Jo.6:35-37,66-68

Introdução: Vida cristã não é uma filosofia. É andar com Jesus. É seguir a Jesus. Quem segue não escolhe a direção a ser tomada.

Pergunta-chave: Até onde você está disposto a seguir a Cristo ?

Vamos traçar um paralelo entre a vida cristã e o caminho de Israel entre o Egito e Canaã

1 - O início da caminhada: Conversão (encontro, libertação do Egito, primeiro amor).

Em destaque: as bençãos - Os israelitas se enriqueceram com ouro e prata (Ex.12:35) 
Nesse ponto, Miriã dançou e cantou. 
Seguir a Cristo no momento da benção é muito fácil. 

2 - O meio do caminho: Deserto - Provação, renúncia, benção sob medida (maná). 
Tempo de vencer ao diabo e vencer a si mesmo. Nesse ponto, Miriã se rebelou contra Moisés. 
Seu motivo para seguir Jesus será testado : pão terreno ou pão celestial ? (Hab.3:17-18). 
Você seguiria a Jesus sem bençãos ? Pode parecer absurdo. (Exemplos: teste do jovem rico e de Jó).

2.1 - Perspectiva incorreta sobre o cristianismo. Expectativas ilusórias: esperar apenas o que é agradável. 
Mat.13:20-21 - a semente entre as pedras (ofensa) - O convertido que não contava com tribulações (Teologia da Prosperidade). 
O objetivo do ser humano é apenas o bem-estar, conforto e felicidade. É o ter. Focalizamos o que é passageiro.

2.2. - A perspectiva correta: A visão de Deus é, sobretudo, a formação do caráter cristão em nós. É o ser. Focaliza o eterno. 
A maior experiência do cego de Jericó não foi enxergar, mas encontrar Jesus.

3 - O alvo e os obstáculos: Quem segue Jesus quer ir para onde ele vai. Jesus vai para junto do Pai. Vai para o céu, mas no caminho existe uma cruz. Você ainda quer segui-lo ? 
Queremos reinar com Cristo. Podemos beber o cálice que ele bebeu ? (Mc.10:35-40) 
Salmo 23:4 - Seguindo a Jesus no vale da sombra da morte. 
Quem perder a sua vida por amor de Cristo acha-la-á. (Mt.16:25). 
Os discípulos enfrentaram até mesmo a morte física.

4 - A chegada - A Canaã celestial para quem seguir a Cristo até o fim. 
Miriã não entrou em Canaã. 
Mat.12:29 - A recompensa 
Na Nova Jerusalém não haverá provações (Ap.21:1-5), mas, por enquanto, precisamos suportá-las.

Conclusão: Jesus não dispensa seus seguidores. Ele nos ouve, nos perdoa e nos aceita. 
O problema é que muitos seguidores desistem, desviam do caminho. Escolha caminhar com Jesus.


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia. 

Buscar a Arca da Aliança


Um plano maravilhoso que deu errado. Por quê?

Texto-base: I Crônicas 13

1 – O motivo da busca

- O que era a arca? Um móvel (baú) de madeira de acácia, revestido com ouro (Ex.25.10-16). Era símbolo da presença de Deus e de sua aliança com Israel. Uma preciosidade para os judeus. 
- A arca foi tomada pelos filisteus no tempo de Eli (ISm.4.17). Depois de devolvida, não voltou ao tabernáculo. Ficou 20 anos na casa de Abinadabe, em Quiriate-Jearim (ISm.7.1-2). Saul não buscou, mas Davi resolveu buscá-la. 
- A comparação entre Davi e Saul (13.3). “Davi é o melhor”! Muitos devem ter parabenizado o rei pela sua iniciativa.

2 – O plano de buscar a arca

- O propósito era bom, algo para Deus, mas isso apenas não garante que dará certo. 
- Podemos compará-lo aos nossos planos, alvos, sonhos e projetos pessoais, ministeriais, etc.
- Podem ser propósitos bons e louváveis, feitos para Deus, relacionados ao culto e à religião. 
- Podem envolver resgate de valores, restauração, restituição, como era o plano de Davi. 
- Todos concordaram com a busca da arca. Não houve oposição nem resistência. Isso podia ser visto como bênção e aprovação divina. “As portas estão se abrindo”! 
- Naquela passagem observamos iniciativa, unidade e participação: o que tanto queremos hoje. Porém, nada disso garantiu o sucesso do plano.

3 – A execução

- Uma grande festa, culto, alegria, louvor, celebração. 
- Os bois avançavam (13.7). Aparente progresso e sucesso. O que pode dar errado? Temos todos os recursos.

4 – Os erros de Davi

- O procedimento começou sem oração. Davi não consultou ao Senhor. O propósito era tão bom que não acharam necessário orar. ORE SEMPRE (veja como Davi fez diferente depois: 14.10). No início, no meio, no fim, com dúvida, com certeza, com recursos ou na falta deles, ore. 
- A arca deveria ser levada nos ombros, apoiada pelos varais (Ex.25.14), e não em um carro, ainda que fosse novo. Portanto, a lei foi desobedecida. O esforço foi evitado. Carregar peso? Nem pensar. 
- A arca deveria ser levada por homens e não pelos bois. A lei foi desobedecida. Não terceirize o que é de sua responsabilidade pessoal e intransferível: ler a bíblia, orar, louvar, jejuar, confessar, etc.
- A arca deveria ser levada pelos levitas e não por pessoas quaisquer. A lei foi desobedecida. Uzá e Aiô não eram levitas (os bois também não). Não adianta ser forte e capaz, sem ser escolhido por Deus para aquele propósito. (Podiam ser úteis para outros objetivos). 
- Portanto, houve vários pecados naquele processo. O propósito era excelente, mas o modo errado e com as pessoas erradas. Não podia dar certo.

5- O fracasso

- Os boi tropeçaram. Quando existe pecado, o tropeço e a queda são inevitáveis.
- Ninguém podia tocar na arca, mas apenas nos varais. Uzá tocou na arca para evitar que ela caísse. Por isso, foi morto imediatamente.
- Deus impediu a continuidade daquele propósito. Voltou-se à estaca zero. Quantas vezes isso acontece com os nossos planos? 

6- Plano B – tentando novamente (ICr.15).

- Davi não desistiu por causa do fracasso da primeira tentativa.
- Agindo da maneira correta, com as pessoas certas, sem pecado, Davi conseguiu, com a bênção de Deus, realizar seu objetivo. 
- Resultado: deu certo. A arca foi colocada no tabernáculo (ICr.16.1).

Conclusão: Precisamos ter cuidado para que os nossos bons planos não fracassem. Devemos orar sempre e observar se não estamos desobedecendo a palavra de Deus na busca dos nossos propósitos.


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia. 

Selo-Esse Blog tem Glamour

1 - Deve exibir o selinho em seu blog;
Recebi o selinho da amiga Sandra
http://aotoquedoamor.blogspot.com
2 - Listar 5 desejos de consumo que a deixaram mais glamourosa:
1-Me formar em psicologia
2-Comprar uma casa na praia
3-Um carro maravilhoso com motorista(n gosto de dirigir rs)
4-ver minas filhas formadas e bem sucedidas
5-Estar sempre de férias num risort

Outra brincadeira para as mesmas pessoas:
A pessoa selecionada dev fazer uma lista com 8 coisas que gostaria de fazer antes de morrer:

1-Minha faculdade
2-Faculdade da Paula
3-Faculdade da Rute
4-Faculdade da Ester
5-casamento das minhas filhas com homens de Deus e bem sucedidos
6-Meus netos formados e bem sucedidos
7-Que o Senhor entre com salvação na minha casa
8-que o Senhor salve minha família

As indicadas
1-Paula
2-Josi
3-Faé
4-Rafaele
5-Germana
6-Rute
7-Silvinha
8-Manu
9-Regina
10-Amélia


Para você!!!

Photobucket

 
Voltar