welcome

Photobucket

Seguidores

TELEFONANDO PARA MIM MESMA




Meditação:
Faze-me justiça, Senhor, pois tenho vivido com integridade.(Salmo 26:1)

Pensamento:
O propósito da oração não é conseguir o que queremos, mas tornarmo-nos no que Deus quer. Leitura: Salmo 26
  • Mensagem: Ao pegar meu computador portátil, telefone celular, livros escolhidos e outros papéis para me instalar em outro quarto, o telefone fixo tocou. Rapidamente coloquei todas as minhas coisas no chão para atender o telefone antes que a secretária eletrônica começasse a funcionar. Eu disse "Alô". Nenhuma resposta. Disse novamente alô e escutei ruídos, mas a resposta não veio. Então desliguei e voltei para ajuntar minhas coisas do chão. Quando peguei meu telefone celular, vi que havia discado por engano o número da minha casa que estava na memória! Ri de mim mesma, mas então me perguntei: quantas vezes as minhas orações parecem mais um telefonema para mim mesma do que uma ligação para Deus? Por exemplo: quando sou acusada falsamente, rogo a Deus por justiça. Quero que meu nome fique limpo e que a pessoa culpada preste contas pelo mal que fez à minha reputação. Mas depois fico impaciente com Deus e tento me defender por conta própria. Talvez eu esteja orando para mim mesma. A justificação pessoal não vem de argumentos de autodefesa; ela emana da integridade (Salmo 26:1). Requer que eu permita que Deus examine a minha mente e meu coração (v. 2), e que eu caminhe na sua verdade (v. 3). Isto, é claro, requer uma espera paciente (Salmo 25:21). Quando clamamos a Deus, ele vai nos ajudar, mas no seu tempo perfeito e da sua perfeita maneira.

  • Fonte: Julie Ackerman Link

0 comentários:

Para você!!!

Photobucket

 
Voltar